No dia 27 de Julho o Aurora’s VK (grupo de W&W da Rússia) fez uma entrevista exclusiva com a AURORA, e nós do Portal AURORA Brasil traduzimos para você. Confira!

AURORA tocou pela primeira vez na Rússia em Julho de 2019 no Tinkoff Stereoleto Festival em São Petersburgo.
Nesta entrevista ela compartilhou suas impressões sobre essa viagem à Rússia, contou um pouco sobre os problemas e dificuldades que enfrentou e falou sobre ativismo e esperança.

Entrevista por Aurora’s VK
Tradução por Pri Alanis
Revisão por Jéssica Cardoso

Foi realmente incrível ver sua performance em São Petersburgo no verão passado! Que lembranças você tem da viagem?

Lembro que os Warriors russos são pessoas muito bonitas. A energia no ambiente foi tão fantástica. Lembro-me da arquitetura fantástica também, e meus olhos ficaram muito satisfeitos durante toda a viagem.

       Foto por Tanya Kolenova and Maria Kasyan – Tinkoff Stereoleto Festival

Quais desafios/dificuldades como artista você enfrenta e deseja superar?

Acho que todos enfrentamos desafios em nossa vida. E quando tenho muitos desafios pela frente tento pensar sobre o que é mais importante para mim. E enquanto minha música for verdadeira, enquanto eu puder criar, ficarei bem. Quando estamos tristes, precisamos lembrar que a tristeza vai passar, e nossos momentos felizes também. Esse é o caminho da vida.

No seu documentário você disse que AURORA e Aurora Aksnes se fundiram, isso significa que AURORA tinha que se tornar mais “Aurora Aksnes”, ou Aurora Aksnes tinha que se aproximar mais da imagem da AURORA?

Eu sou sempre eu mesma, mas é muito óbvio que quando o mundo pensa em artistas, nem sempre pensam no ser humano por trás dos artistas. E que somos pessoas comuns também, com problemas e necessidades. Quando falo isso, o que eu realmente quero dizer é que tive que deixar as pessoas participarem mais e tornar mais pessoal.

          Foto por Vladimir Zabiyako – Tinkoff Stereoleto Festival

Observamos que você está mais participativa do ativismo social. Quais problemas sociais, ecológicos ou outros há na Noruega que você sente que precisam ser abordados com mais propriedade?

Há muito o que fazer em todo o mundo. E enquanto houver um problema, precisaremos buscar e lutar por uma solução. O mundo ainda não é perfeito. Precisamos cuidar mais do nosso planeta. Precisamos nos ajudar mais, muitas pessoas ainda sofrem com a fome. Precisamos lutar pela igualdade, pelo direito de amar quem nós quisermos e contra o racismo. Essas “regras” que foram criadas colocando pessoas umas contra as outras, são apenas feitas pelo homem, e do mesmo jeito que surgiram, essas “regras” podem morrer facilmente. E eu acho que elas vão com o tempo. O mundo se beneficiará muito se todos nós pudermos prosperar e crescer.

Quem são seus heróis na vida real e por quê?

Eu realmente nunca tive heróis. Mas eu gosto de David Attenborough, Marsha P. Johnson, gosto também da Marie Curie, Rosa Parks e etc. Todas as pessoas maravilhosas que contribuíram com coisas incríveis para este mundo.

David Attenborough é um naturalista britânico, foi diretor da BBC, e construiu sua carreira representando a voz e a face dos programas sobre história natural nos últimos 57 anos.

Marsha P. Johnson americana, foi ativista negra transgênero. Seu legado é de luta pelos direitos LGBTQIA+ e no combate a AIDS.

Marie Curie polonesa naturalizada francesa, foi a cientista e física que conduziu pesquisas pioneiras em todo o mundo no ramo da radioatividade. Foi a primeira mulher a receber o Prêmio Nobel e ser admitida como professora na Universidade de Paris.

Rosa Parks foi uma ativista norte-americana do movimento pelos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Responsável pelo ato que deu início a uma luta que pôs fim à segregação racial nos ônibus em todo o território norte-americano.

Vivemos em um tempo muito rápido. Então, como você imagina o mundo em 108 anos?

Espero que nós como humanidade aprendamos a ter empatia com as pessoas que estamos tentando oprimir. Que estejamos salvando o planeta que estamos destruindo agora. E espero também que a gente aprenda a compartilhar com as pessoas que não têm nada.

Que tipo de AURORA está em um ‘mundo paralelo, onde não há dor’? Será que ela é uma bióloga ou é como a mulher estranha de “In Boxes”?

Na verdade, eu queria ser uma cientista! Isso foi nos tempos de escola, eu queria pesquisar sobre tecnologia molecular. Provavelmente teria feito algo criativo também. Eu não consigo me imaginar vivendo sem algum tipo de arte, mas provavelmente faria isso para mim mesma.

Do ponto de vista do panteão ( “The Seed”, como Gaia, e “Exist For Love”, como Afrodite e Poseidon em um)… Você pode dizer algumas palavras sobre Pandora (a combinação que traz esperança para as pessoas)?

Há esperança! Enquanto houver uma pessoa andando pela rua com coragem o suficiente para esperar por tempos melhores ou por um mundo melhor. E acredito que essa é a mágica dos jovens, eles não aprenderam que alguns de seus sonhos podem ser impossíveis. E talvez essa seja a razão pela qual eles vão realizar todos os seus sonhos, e porque eles defendem aquilo em que acreditam.

Qual é a pergunta que você sempre quis que fizessem, mas ninguém nunca perguntou para você. E qual é a sua resposta?

Eu gosto de todas as perguntas!!!

          Foto por Vladimir Zabiyako – Tinkoff Stereoleto Festival

Você tem uma mensagem que gostaria de dizer ou algo que gostaria de perguntar para o seus Warriors e Weirdos russos?

Eu te amo do jeito que você é! Se você é uma mulher ou um homem. Se você é hétero ou não. Se você é estranho ou tímido. Eu te amo assim, do jeito que você é. Espero poder ir mais vezes para a Rússia. A energia que os meus guerreiros carregam é simplesmente incrível! Eu estou enviando muito amor para vocês!! X

Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais! Twitter | Instagram | Facebook