Sua fonte OFICIAL sobre a cantora AURORA no Brasil.
AURORA brilha em pleno sol da Dinamarca durante o Northside Festival Postado por: Juliano Martins às 14:44

O site dinamarquês GAFFA, responsável por organizar a premiação de um dos mais famosos acontecimentos europeus, o prêmio GAFFA, esteve ontem, (08/06) no show de AURORA no Northside Festival, na Dinamarca. O crítico Anmeldt af Ole Rosenstand Svidt foi responsável por ir ao local do evento e fazer uma pequena review do show da cantora de terras vizinhas. Confira abaixo a matéria traduzida do dinamarquês:

AURORA é o nome da antiga deusa romana do amanhecer, é também o nome em inglês para luzes do norte (Aurora Boreal) e muitas outras belas coisas, incluindo o primeiro nome de uma cantora e compositora norueguesa com o sobrenome Aksnes. Em 2016 aos 19 anos, ela lançou seu primeiro álbum, All My Demons Greeting Me AS A Friend, que se tornou um grande sucesso em seu país de origem. Surgindo de lá, também vem se saindo muito bem conquistando fãs em muitos outros países. Entre esses países podemos citar a Dinamarca, onde ela, entre outras coisas, recebeu votos de fãs o suficiente para ser indicada ao Prêmio GAFFA como o novo nome do ano.

FOTO / Andreas Thorup Berthelsen

O sucesso é totalmente merecido, porque AURORA tem uma voz verdadeiramente impressionante, grande, brilhante, clara e nítida como um diamante e uma das mais loucas que já pude ouvir vinda de um cantor nórdico desde que a faroense Eivør Pálsdottir surgiu no início do milênio. O fato de ela propôr algo semelhante a uma fantasia folclórica norueguesa não afeta a impressão que ela passa como uma criança natural, mesmo que ela tenha nascido em Stavanger e crescido em Bergen. Agora eu, pessoalmente, quase nunca me canso das melodias de mulheres grandes com tons de melancolia nórdica, e embora AURORA não esteja inteiramente na mesma categoria de peso que Björk, ela é definitivamente uma artista que vale a pena seguir. Também vale enfatizar seu belíssimo show no NorthSide.

Muitas das canções de AURORA são formados com versos silenciosos, construindo-se gradualmente nos poderosos aumentos de volumes onde os tambores tornam-se presentes. Quando o show começa, fico perto do palco, e aqui, as vogais soadas de forma bela são frequentemente afogadas na conversa fiada do público (uma pena). Quando vou até a mesa do mixer, o som é felizmente um pouco melhor, e daqui é um prazer assistir ao resto do show. O fato de acontecer em pleno sol não se encaixa perfeitamente no tom melancólico proposto, mas você não pode culpar AURORA pelo tempo ensolarado. O repertório consiste de duas músicas do álbum de estréia da próxima turnê da cantora, entre elas a feminista canção ‘Queendom’, lançada recentemente. Essa vasta gama de músicas mal conhecidas pode explicar a irritante falta de concentração em algumas pessoas do público, mesmo que as músicas estejam totalmente alinhadas. A banda possui uma guitarrista, um baterista e duas pessoas em um teclado grande e outro menor, respectivamente. Este último é tocado por Silja Sol, que  também contribui como um lindo anjo que entra lentamente, mas que torna-se presente em grau de voz mais alto junto com a AURORA.

FOTO / Andreas Thorup Berthelsen

De um modo geral, a música da cantora é muitas vezes referida como electropop, mas ao vivo, o aspecto eletrônico não é tão proeminente. Assim, poderia também chamá-lo de folk pop tranquilamente. Não surpreendentemente, o hit “Running With the Wolves” é a última música, e desencadeia uma explosão na plateia.

Estou encantado com o que vi. Os shows da AURORA não deveriam nunca ser negados. Ela é maravilhosa e deveria ser sempre bem-vinda por onde passar.

Setlist:
Soft Universe
Warrior
Forgotten Love
Runaway
Under the Water
All Is Soft Inside
Queendom
Animals
The Seed
Running With the Wolves

Para ler a matéria no idioma original, clique AQUI. Não deixe de seguir o Portal AURORA Brasil nas redes sociais para saber tudo sobre o novo álbum da cantora que está quase chegando! Facebook | Twitter Instagram

AURORA afirma que o novo álbum terá mais de 11 músicas Postado por: Milena Carvalho às 04:24

Com o lançamento de novo álbum em vista para o segundo semestre desse ano ainda, AURORA tem dado bastante entrevistas. Uma das recentes foi para o blog musical Live in Limbo de Toronto, onde fala um pouco sobre as mudanças do novo álbum, empoderamento, números primos, livros, gravações com a Didá entre outros assuntos. A tradução você pode conferir agora aqui no Portal AURORA Brasil:

Em um café perto do Velvet Underground de Toronto, AURORA olha pela janela e pensa alto:

 “Veja essas pessoas. Onde elas estão indo? Hoje é um dia bom ou um dia ruim? Eu sou tão curiosa sobre o que as pessoas têm em mente.” – Ela fala em tons suaves que te força a ouvir, e uma seriedade calma que transmite sinceridade e interesse genuíno.

No meio da nossa conversa, ela faz uma pausa ao perceber um pequeno inseto no cachecol – uma peça do vestuário esquecido na mesa devido à chegada do clima mais quente de Toronto – e cuidadosamente o leva de volta ao mundo exterior. Está quente lá fora, mas seus fãs, seus Guerreiros e Esquisitos, esperam pacientemente do lado de fora até 3 horas antes das portas abrirem. No começo da tarde ela saiu para cumprimentá-los e trazer água pra eles. O mundo escolheu muitas definições para a cantora-compositora Norueguesa de 21 anos: estranha, excêntrica, inocente. Mas eu acho que, subjacente a tudo isso, é uma curiosidade, admiração e apreciação no mundo.

Você tem um álbum novo que deve sair no outono. Ao discutir seu álbum anterior, ‘All My Demons Greeting Me As A Friend’ você disse que tem quase um lado A, o que a rádio pode querer, e um lado B, o que você sente e ressoa com. Para esse álbum novo existe uma divisão similar, ou agora que você já tem um álbum na conta, ele é todo ‘lado B’?

 “Eu tenho me perguntado isso.  Na verdade, é ambos – é música que te atinge instantaneamente, mas também é muito estranho, muito eu. A coisa toda, as melodias, as letras e especialmente a maneira que foi produzido, são muito AURORA. É porque me conheço mais agora. Claro que os singles estão lá. Mas eles têm que ser como esse. Eu não me importo, porque ainda continua sendo música e não perde a mensagem. Sei que todas essas pessoas na gravadora querem a mesma coisa que eu – eles querem que eu tenha uma carreira longa, e eles querem que eu divulgue minha palavra porque eles sabem que tenho muito a dizer. Logo que terminei meu primeiro álbum, eu sabia o que tinha que melhorar no meu segundo álbum. Foi muito instantâneo. O dia que lancei meu álbum, eu estava pronta. Eu comecei a compor no dia 12 de março, e foi o dia posterior ao lançamento do primeiro.”

Como esse álbum difere do primeiro? 

“O primeiro era muito sobre saudar seus próprios demônios como um amigo e aprendendo tudo sobre essa escuridão e luz. O segundo é muito empoderado.”

Queendom, seu single mais recente, é uma música muito empoderadora. 

Sim, é muito empoderante de algumas maneiras diferentes. Coisas como “eu vou embora se eu não estiver feliz aqui” e “eu vou crescer”. Em uma das canções do álbum, uma pessoa morre – claro, sempre tem alguém que morre em todo álbum – mas a pessoa que morre voltará e terá sua vingança. É um álbum muito empoderante, mas também sentimental às vezes. Esse álbum é sobre como você lidou com você mesmo, você pode se tornar quem você deveria ser e ajudar outras pessoas.”

Você precisa se cuidar primeiro antes de você poder cuidar de outras pessoas.

Você tem que estar! É o propósito da vida ser gentil com você mesma primeiro e então ser gentil com o que você pode ao seu redor. Precisamos lutar agora pelos que não podem lutar por si mesmos: os animais, as crianças, o planeta, as mulheres às vezes, e às vezes os homens. Eu só quero que nós olhemos para tudo que está vivo como uma coisa só.”

Especialmente agora com tudo o que está acontecendo no mundo, precisamos estar atentos.

Na verdade, eu acho que a música mais importante que eu já escrevi está nesse álbum.”

Qual das? Você já tem um título pra ela? 

É a faixa número 8. Em breve, todo mundo vai ficar muito confuso. Mas depois eles vão entender.”

Falando de faixas, você nos disse anteriormente que são 11 faixas no álbum, porque 11 é seu número favorito. Eu amo o motivo pelo qual você disse que é o seu número favorito – porque é o mesmo de cabeça pra baixo, certo?

Sim, e de trás pra frente! Eu também gosto muito do 8, porque se você olhar ele no espelho também é o mesmo não, não importa de que jeito. É tão satisfatório. É também por isso que a música especial é a faixa 8.”

Eu tenho uma fixação estranha com números primos, então eu amo o número 11 também.

Oh, eu também amo números primos! Muitas das minhas BPM’s, as batidas da música, são geralmente um número primo.”

Então existem 11 faixas no álbum novo, e eu ouvi que você sempre traz 11 objetos com você para te lembrar de casa. Você sempre traz os mesmos itens, ou você mistura tudo o tempo todo? 

Às vezes eu misturo tudo. Um dos 11 elementos é sempre um livro que eu possa ler. Então, quando eu acabo com o livro, eu dou pra primeira pessoa que eu vejo.”

Qual foi o último livro que você deu pra alguém? 

Foi ‘Coração de Aço’ de Brandon Sanderson. Eu dei ele para um menino que eu vi no avião quando voei para Nova Iorque alguns dias atrás. Ele tinha uma camiseta laranja e ele estava atrás de mim. Eu perguntei “você gosta de Sci-Fi?” e ele respondeu sim. Eu falei pra ele que ele amaria o livro, e perguntei se ele queria o livro.”

Agora, se for um livro que você não goste, você ainda daria pra alguém?

Eu faço uma lista na frente e escrevo: esses são os livros que eu geralmente gosto. Eu não entendi esse, mas talvez você entenda. Então eu deixo em um café ou algum lugar parecido. É muito divertido.”

No seu último álbum, você fez muito trabalho com sons ocultos. Em uma de suas músicas, você tem o som de você abraçando uma árvore, e eu amo muito aquele sentimento. Nesse álbum, existem outros sons ocultos?

Muitos! Eu tenho essa gravação de mulheres nas ruas do Brasil tocando percussão, e isso está escondido em ‘Queendom’. O álbum está repleto desses sons encontrados, porque é assim que eu gosto de produzir. Quando eu produzo, eu tenho uma longa gravação de muita música aleatória, eu escolho partes, e eu faço um loop.  É muito difícil porque não tem limites – é tão vivo, e tão aleatório, e não faz sentido até que você faça sentido, o que eu gosto.”

(Relembre quando AURORA visitou o Brasil e gravou esse trecho no Pelourinho clicando aqui)

Quando você está cantando músicas que incluem esses sons ao vivo, como eles são traduzidos? Você interpreta eles diferentemente em uma apresentação ao vivo?

A maioria das coisas é interpretada diferentemente porque eu gosto de manter a banda ocupada, e eu gosto quando as músicas soam diferente ao vivo.  Mas para algumas músicas, se eu realmente amo um som, e eu sinto que é importante para o estado de espírito, eu posso tê-los em uma faixa de apoio.”

Uma coisa que muitos de seus fãs apreciam é sua curiosidade sem fim e fornecimento de conhecimento único. Qual é a sua fonte de curiosidade e como você continua aprendendo coisas novas?

Bem, nunca me perguntaram isso antes! Eu amo ler e eu experimentei muitas coisas, boas e ruins, para a minha idade. Eu acho que é principalmente falando com as pessoas. Eu ouço muito as pessoas sábias, as pessoas idosas e se eu conhecer avós, elas sempre têm histórias para contar. Eu conversei com muitos – como vocês os chamam – psiquiatras? A única razão pela qual eu tenho amigos, porque eu era tão estranha na escola, era porque eu estava sempre perguntando “o que está acontecendo” e “por que você se sente assim?”

Você é uma caixa de ressonância. 

Sim, sempre foi minha posição em uma amizade e eu não me importo, eu amo isso.”

Você tem dificuldade em encontrar pessoas interessantes para conversar quando está sempre na estrada?

Às vezes. Acho muitas pessoas desinteressantes, e acho que muitas pessoas também são interessantes. Mas eu odeio conversa fiada, eu não sou boa nisso. Estou melhor agora porque conheci cinco milhões de pessoas nos últimos quatro anos, mas isso realmente me deixa entediada às vezes, especialmente em festas ou se estou em um bar sozinha. Adoro sair sozinha para beber e dançar e detesto quando as pessoas tentam falar comigo! A menos que seja um fã ou algo assim, então é legal.”

Qual foi a última coisa que você consumiu – seja um programa de TV, um filme, uma música, um livro ou qualquer outra coisa que fez você sentir algo forte? 

Na verdade, acho que foi o último livro que eu li, ‘Coração de Aço’ de Brandon Sanderson, o que eu dei para o garoto no avião. Eu acho que não é um spoiler muito grande dizer que alguém morre, porque é um livro muito brutal. Mas uma pessoa morreu, e eu tive que parar de ler por dois dias antes de poder voltar ao livro porque sentia que tinha vivido com essas pessoas por tanto tempo. Foi muito triste, e eu tive que parar. Apesar disso, eu amo o livro.”

É lindo que coisas possam nos fazer sentir assim.

E apenas por um curto período de tempo, porque se você realmente se tocar, você percebe “Eu realmente não tenho nada para ficar triste!” Mas também é bom estar triste.”

Sim, é engraçado. Não é alguém que você realmente conhece, é separado de você e, no entanto, você é superado por essa emoção intensa. Não faz sentido, não é lógico. Mas acontece e você sente isso. O que eu acho lindo. 

Essa é a minha coisa favorita sobre emoções – que elas são tão selvagens e irracionais. De certa forma, agimos da maneira que fazemos por causa de todas essas emoções. É tão lindo, tão frágil.”

É o que nos torna únicos, e você faz um ótimo trabalho de encapsular todas essas emoções, e toda aquela estranheza humana e maravilha em sua música. 

Na verdade, eu tenho que te dizer mais uma coisa, eu sei que eu disse a todos que existem 11 faixas no meu álbum. Mas algo aconteceu. Eu tive um sonho e decidi que tinha que fazer meu plano de maneira diferente. Isso fará muito mais sentido e ainda terá um sentimento yin e yang. Haverá confusão e depois compreensão. Mas você vai ver.”

São 111 músicas agora? 

(Risos). Decidi há alguns dias, na verdade, contei a todos da minha equipe, e eles concordaram. Então vai ser emocionante.”

Tradução por Flávia Giuliana

Para ler a matéria no idioma original, só clicar aqui!

Palpites de quantas músicas teremos? Não deixe de seguir o Portal AURORA Brasil nas redes sociais para saber tudo o que AURORA anda falando e as novidades sobre o segundo álbum! Facebook | Twitter Instagram

Participe da comemoração do aniversário da AURORA! Postado por: Juliano Martins às 16:20

Em comemoração ao mês de aniversário da AURORA, nós do Portal AURORA Brasil te convidamos a participar dessa festa de aniversário junto conosco!

Geminiana de coração aberto e alma livre, AURORA completa seu vigésimo segundo ano de vida no dia 15 de junho! E para continuar a ação The Seed promovida pela própria cantora, pensamos em uma surpresa de aniversário fora do comum, e contamos com todos os Warriors e Weirdos para que esse mês seja um mês inteiro de momentos lindos e inesquecível para nossa mariposa!

Para participar da ação é bem simples! Basta seguir os passos abaixo:
– Comprar uma muda, ou plantinha já crescida (como mini cactos, bromélia, rosa de pedra, girassóis) de sua preferência;
– Plantar essa muda ou semente da plantinha pequena, ou, quem sabe, de uma árvore da sua preferência, e no local de sua escolha;
– Fazer um pequeno vídeo ou tirar fotos plantando sua semente ou muda;
– Publicar seu material utilizandos a hashtag #TheSeedAURORA e marcar o Portal Aurora Brasil no Twitter ou Instagram (@PortalAURORABr)

Ah, e não se esqueça de curtir as novas músicas da AURORA enquanto estiver realizando a sua ação!


Envie seu user (Instagram ou Twitter) para email do PABR com sua foto/vídeo até o dia 13 de junho e no dia do aniversário da AURORA iremos divulgar um vídeo com todos as fotos/vídeos com a hashtag #TheSeedAURORA

Vamos plantar amor e deixar nosso planeta mais verde e mais bonito!

Deixe nos comentários abaixo o que achou da proposta!
Siga o Portal AURORA Brasil nas redes sociais e não fique por fora das novidades da cantora: Facebook | Instagram | Twitter

#AskAURORA: confira perguntas e respostas sobre a cantora Postado por: Juliano Martins às 17:15

Na última quinta-feira (30), AURORA esteve em Nova Iorque na conta do @TwitterNYC, na qual realizou um jogo de perguntas e respostas com os fãs através da hashtag #askaurora!

A cantora pegou alguns fãs brasileiros de surpresa, mas nada que um CTRL C + CTRL V não resolvesse:

Abaixo, citamos algumas das principais respostas cedidas pela cantora durante o momento de interação com os fãs que estavam online. Algumas respostas possuíram vídeos, outras apenas texto. Dá uma olhada nas melhores perguntas:

– Quando perguntada se estará em turnê no próximo ano, AURORA não exitou em responder um: “yesssss;
– Segundo a cantora em resposta a um fã, as coisas mais importantes da vida para ela são o oceano, a água e as florestas;
– Claro que a famosa pergunta do “quando você voltará ao Brasil?” não poderia faltar. Mas, AURORA respondeu com um “sim ;)”;

– A fã Sienna questionou se um dia a norueguesa voltaria a raspar as laterais do cabelo, e a resposta foi de que já está raspado, só que um pouco longo. E ela ama deixá-lo dessa forma porque ela mesma se sente uma viking;
– O sabor de Milkshake favorito da AURORA é chocolate;
– Quando questionada sobre qual é o sentimento predominante no novo álbum pelo fã Guilherme Souza, sua resposta foi “empoderamento”. Ela espera que ao ouvir, os fãs possam sentir um sentimento de força e capacidade de realizar o que quiserem;
– AURORA tem medo de que no futuro as crianças não possam nadar no oceano;
– AURORA foi pedida a realizar duas expressões faciais que descrevessem o próximo disco. A resposta foi:

 

– Se AURORA fosse um cachorro por um dia, ela iria cheirar a cidade toda;
– Perguntaram se ela prefere perder a mão direita ou o pé esquerdo, e ela respondeu que sua mão, porque com os pés ela não conseguiria dançar;
– Seu aroma preferido é lavanda
– Seu filme preferido se chama “O Fantástico Senhor Raposo”;
– “Qual a coisa mais próxima de algo realmente mágico?”, e ela respondeu: “sair para uma caminhada na floresta, dançar e… ter um orgasmo”;
– Solicitaram uma dica de autoconfiança a cantora, e ela disse: “eu sempre fui estranha e meio diferente. Talvez você seja também, e, amigo, só não se importar e tudo ficará bem”
– Entre cachorros e gatos ela prefere cachorros (lobos);
– Toda noite ela fica hipnotizada pela beleza da lua;
– Perguntada sobre o que ela acha dos fãs que tiram tempo pra desenhá-la, AURORA respondeu que ama muito isso, e que existem pessoas muito talentosas espalhadas por aí;
– Entre poder ser um dragão ou um lobo, ela preferiria ser um lobo;
– A cor preferida dela atualmente é verde;
– A irmã dela faz as roupas que ela usa em apresentações para a televisão e em videoclipes.
– Ela sempre foi fascinada pela morte e acha uma coisa bonita porque é algo termina e deixa todo o resto vivo:

– “Marvel ou DC?” “Marvel, embora o Batman seja incrível”;
– As cores q definem o novo álbum são verde, azul e roxo;

PAUSA PARA UM MOMENTO FOFO NA QUAL A AURORA ENVIA UM BEIJO PARA UMA FÃ:
“Essa não é uma pergunta, mas você poderia mandar um beijo para mim?”

– No palco, AURORA se sente divina, emocionada, sensual e completa;
– Se ela pudesse comer algo para o resto de sua vida, essa coisa seria pão;
– Uma fã perguntou se AURORA gostaria de vir à Parada do Orgulho LGBTQ no Brasil, ela respondeu que sim, e que seria lindo;

AURORA finalizou o momento de interação com os fãs dizendo que está ansiosa para poder compartilhar o seu novo trabalho, e que não vê a hora disso poder acontecer!

O que você achou? Deixe nos comentários abaixo após logar com o Facebook! Ah, e não se esqueça de seguir o Portal AURORA Brasil nas redes sociais! Não perca nenhuma novidade sobre a cantora: Facebook | Twitter | Instagram

Livro sobre a AURORA será lançado em Junho Postado por: Milena Carvalho às 22:15
Acharam que lançamento de um segundo álbum de estúdio e de um documentário (que recentemente ganhou uma possível data de estréia) seria o suficiente para a AURORA? Se a resposta for sim, você estava errado.

A mais nova da AURORA é que ainda em junho – isso mesmo, desse ano – um livro será lançado com conteúdo exclusivo. O livro faz parte de uma série, chamada Liner Quotes, que retrata artistas noruegueses interessantes. Vão ser quatro edições com quatro artistas noruegueses diferentes sendo eles Kvelertak, Razika, Kakkmaddafakka e um deles é todo sobre a mariposa. A primeira edição é a que fala sobre a AURORA e será lançado em junho, no dia 20.

O livro contará com registros das viagens da jovem cantora no período entre 2016 e 2017, que retrata desde a chuvosa Bergen onde AURORA vive e sua passagem por Los Angeles e Austrália. O conteúdo inclui entrevistas exclusivas, lembranças pessoais e fotos exclusivas e mais íntimas.

Entre outras coisas, também trata dos pensamentos da própria cantora sobre o seu sucesso, seus fãs, sua turnê mundial e suas músicas. O livro foi escrito por Ketil Mosnes, um artista também de Bergen, que tirou mais de 200 fotos para a produção e gravou conversas para poder transmitir essas histórias através disso e não chamando de biografia.

Em um dos trechos, Ketil descreve Aurora como 100% autêntica.

“Permanecendo em Los Angeles, eu lentamente percebo que Aurora é provavelmente interpretada como estranha simplesmente porque ela é ela mesma 100% do tempo. Quando você pensa sobre isso, é super raro na indústria pop. Ninguém diz a ela o que dizer, ninguém diz como ela deve se comportar, ninguém diz a ela como se vestir.”

 

O livro contará com versão física e digital e logo teremos o link para pré venda. Ansiosos? Fiquem ligados nas redes do Portal Aurora Brasil para saber mais quando o livro for lançado!

 

Portal Aurora Brasil