Sua fonte OFICIAL sobre a cantora AURORA no Brasil.
“Estou trabalhando em dois novos álbuns”, diz AURORA ao site Bandwagon Postado por: Juliano Martins às 23:15

Durante a passagem por Singapura o último mês, AURORA cedeu uma entrevista ao site BandWagon, falando para Cecília Ong sobre inspirações, novos trabalhos, e mais! Confira a tradução:

“É sobre acreditar em todas as pessoas pequenas que são na verdade muito grandes: Uma entrevista com AURORA

AURORA é um símbolo de resistência e ternura

Incorporando uma resplandecência que ferve do interior, AURORA coloca-se em contraste ao panorama pessimista de hoje com um otimismo incessante e música que transcende o ego e serve corajosamente como uma carta aberta ao mundo. Com sua distinta mistura de folk, eletrônico e pop, assim como suas contundentes mensagens políticas, ela resiste contra o estado atual das coisas com um foco ardente em seu último álbum A Different Kind of Human – Step 2, precisamente porque ela deseja e acredita em um futuro melhor.

Antes do festival Neon Lights, no qual AURORA está escalada para tocar, ela fala conosco sobre sua visão para a humanidade e o lugar que isso tem em sua expressão.

Entrevistador: Você voltará para Singapura em breve para o festival Neon Lights. Como está se sentindo?

AURORA: Estou tão animada! Amei estar em Singapura. É tão bonito. A plateia lá foi tão boa e eu realmente aproveitei. Estou tão animada para voltar!

Entrevistador: Parabéns no seu último álbum A Different Kind of Human – Step 2! É uma sequência à Infections of a Different Kind – Step 1, então por que um título diferente e por que esse em particular?

AURORA: Eu queria fazer um álbum que colocasse as pessoas através de um processo emocional. Mas eu percebi que há dois passos nesse processo emocional, então quis fazer dois álbuns onde cada parte representasse esse exato processo emocional. Step 1 é mais sobre coisas internas; é sobre aprender a se levantar por si mesmo, aprender a ser um guerreiro por si mesmo e a se fazer feliz e saudável. Step 2 é bem maior; é sobre se levantar pelo mundo inteiro, pela natureza, mulheres, crianças e homens. É sobre ser um guerreiro. São essas duas partes importantes do mesmo tipo de processo empoderador.

Entrevistador: Você pode compartilhar um pouco mais sobre o estado mental que estava quando escreveu o álbum?

AURORA:  Escrevi o Step 1 nesse grande castelo na França e era muito bonito. Tinha grandes campos e a natureza era incrível, então você só deixa sua imaginação e sonhos correrem sobre as colinas toda manhã. Para o Step 2, eu senti que precisava realmente mergulhar em mim mesma e queria me sentir bem mais solitária e pé no chão. Eu fiz o Step 2 em uma sala bem pequena – uma sala pequena bem escura com paredes azuis e piso roxo. Era realmente minúscula e eu pensei que era a coisa certa a fazer – fazer esse álbum em um espaço pequeno, porque então eu estaria sozinha com meus próprios pensamentos. Eu queria ter certeza que estava buscando em mim minhas opiniões sobre o mundo. É um álbum mais político, então senti que precisava estar trancada em um quarto para realmente descobrir o que eu achava sobre o mundo, natureza, igualdade, e todas essas coisas. Foi um processo bem diferente.

Entrevistador: Em Apple Tree e The Seed tem uma raiva direcionada para a terra morrendo, mas a primeira é mais otimista. Você pode compartilhar um pouco mais sobre essas duas músicas relacionadas?

Resultado de imagem para aurora apple tree

AURORA: Eu sou extremamente investida na Mãe Terra. Eu amo a natureza, como sabe. Em todas as minhas músicas e vídeos tem tanta natureza. Sinto que a natureza é tão importante para nós e é isso que eu amo sobre Singapura também! Vocês tem tanta natureza bela; vocês plantam árvores nos prédios e tem esses belos parques.

É tão importante cuidar da Terra. É o único lugar para nós onde podemos só existir, onde temos beleza livre e onde podemos ser calmos – na natureza, podemos apenas ser. O mundo é tão exigente das pessoas; coloca muita pressão nas pessoas para serem perfeitas ou alcançar grandes coisas. Mas a natureza só o deixa existir. Eu acho que essa é uma emoção importante para experimentar e é por isso que sou muito apaixonada sobre salvar a Mãe Terra para as futuras crianças.

Tem sido tão divertido cantar The Seed e Apple Tree ao vivo. Eu posso sentir toda a plateia sentindo comigo; todos queremos salvar a Terra e todos queremos lutar por algo maior do que nós mesmos. Acho que é natural que as pessoas lutem por algo maior do que nós e é tão bonito ver isso acontecendo. Especialmente pessoas jovens, que estão gritando alto o suficiente por mudança. Eu acho que estamos perto de uma grande revolução.

Apple Tree é muito sobre o individual. Eu acredito tanto no poder de cada pequeno ser humano. Eu acho as pessoas podem fazer coisas muito grandes, especialmente se ficarmos juntos. Todas as pessoas por aí têm tanto potencial para mudar as coisas, e essa é toda a ideia por trás de Apple Tree – acreditar que as pessoas podem fazer uma mudança e que você pode fazer uma mudança. É sobre acreditar em todas as pessoas pequenininhas que são na verdade muito grandes. Podemos fazer grandes coisas.

Entrevistador:  Você disse uma vez que a faixa título é algo especial e próximo a você.

AURORA: É tão especial para mim. Eu penso bastante sobre a morte. Não tenho medo e não fico triste. É só tão interessante como ela nos cerca o tempo todo, mas nós ainda ousamos nos importar uns com os outros e nos apaixonar, mesmo sabendo que nada é para sempre – é uma coisa tão linda. É uma promessa que a vida nos dá; nós sabemos que isso vai acontecer um dia, mas aprendemos a viver com isso. Todos os dias, porque nós vivemos todos os dias, nós só morremos uma vez.

Eu realmente queria fazer uma música para ajudar as pessoas a lidar com a morte e a lidar com a perda de pessoas que amam. É por isso que escrevi essa música. Eu acho que foi a minha mãe, que me disse quando eu era mais nova, que são sempre as boas pessoas que morrem e que as melhores pessoas eram muito boas para o mundo. As pessoas cometem suicídio, o que é uma coisa triste e horrível, mas acontece todos os dias. É quase se o mundo fosse cruel demais para eles e eles bons demais para esse mundo.

É por isso que escrevi essa música, A Different Kind of Human, que é sobre essas criaturas que vem para a Terra para levar um humano que está morrendo. E eles dizem “não tenha medo, vamos cuidar de você. Você estará a salvo e o levaremos para essa nova casa onde estará com pessoas tão gentis como você. Você será mais feliz nesse lugar seguro”. Eu esperava que pudesse ajudar as pessoas que perderam alguém e transmitir que eles estão em um lugar seguro.

Entrevistador: Sua música se aprofunda em diferentes aspectos da humanidade e toca bastante no estado do mundo atualmente. Pessoalmente, você é mais esperançosa ou pessimista sobre o estado do nosso mundo hoje, e você alguma vez se sente apreensiva em revelar suas visões na sua música?

AURORA: Eu sou bastante esperançosa. Sou sempre esperançosa, porque enquanto houver novas crianças haverá pessoas que podem aprender com os erros dos seus pais e sempre terá pessoas que tentarão tornar as coisas boas novamente. Enquanto houver uma árvore, poderemos ajudar essa árvore a se tornar uma floresta inteira se apenas plantarmos as sementes. Podemos reverter bastante, mas temos que fazer algo agora.

Sinto que as coisas estão começando a acontecer agora. Não ouvimos sobre as coisas boas que acontecem todos os dias. Todos os dias muitas grandes mudanças e muitas pequenas mudanças que têm grandes efeitos são feitas. Todos os dias as pessoas fazem coisas para ajudar. Sou muito esperançosa porque sem esperança não teria necessidade de tentar. É por isso que as pessoas precisam ter esperança e acreditar que valerá a pena tentar.

Sempre serei uma grande oradora das emoções humanas. Sinto que música pode ser a educação emocional para as pessoas. Não temos nenhum outro lugar que nos ensine a lidar com emoções e como entendê-las. As pessoas nem sempre gostam de falar sobre emoções. Mas eu sempre escreverei música que espero que possam ser melhores amigos para pessoas e possam ajudá-las a se educarem em suas próprias emoções.

Eu realmente gosto de falar as minhas opiniões sobre coisas que acho importantes e coisas que eu me importo nas minhas músicas. Posso sentir que meus fãs se importam com isso também. Eu não seria capaz de fazer qualquer mudança sem meus fãs. É somente por causa deles que eu posso fazer algum bem com meu pequeno tempo nessa Terra. Juntos somos tão poderosos; somos uma grande onda juntos. Eu definitivamente vou continuar a falar das minhas opiniões e perspectivas nas músicas enquanto estou aqui.

Entrevistador:  Você já está trabalhando em um novo álbum. Pode compartilhar um pouco mais?

AURORA:  Eu estou na verdade trabalhando em dois álbuns e não sei qual álbum lançarei primeiro. Um deles demanda várias viagens e tempo. A música A Different Kind of Human é na verdade uma pista para um desses álbuns e para a direção em que estou indo. O outro álbum será completamente diferente e será bem divertido. O próximo álbum que vou lançar ainda será bem político e emocional, mas estou meio inspirada de uma forma diferente agora. Será ainda mais emocional que os outros, e ainda mais poderoso. Também é mais calmo. Tentarei incorporar bastante natureza e capturar a beleza da vida.

É realmente excitante e será, eu acho, o melhor álbum.”

O que achou da entrevista? Animade para ouvir as próximas músicas de AURORA? Compartilha sua opinião com a gente lá nas redes sociais: Twitter | Instagram | Facebook

10 artistas brasileiros que AURORA curtiria! Postado por: EquipePAB às 19:02

Faz pouco tempo desde que AURORA esteve no Brasil, e apostamos que você já espera uma próxima vinda da norueguesa! Mas, enquanto não temos notícia sobre novas músicas, novo álbum, ou nova turnê, nós separamos 10 artistas/bandas brasileiras que AURORA (possivelmente) seria fã! E, já que você é fã dela, também pode gostar dos artistas da lista a seguir. Vamos lá?

#10 ELIS REGINA
Assim como AURORA apresentou uma nova proposta sonográfica ao mercado quando surgiu em 2015, para a época, Elis também conseguiu fugir do padrão: ambas possuem letras intensas, profundas, e, às vezes, dançantes. AURORA certamente seria fã de MPB!


#9 MARIA GADÚ

Shimbalaiê! Feche os olhos e imagine a cena: AURORA batendo palma para o sol na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro! Nem um pouco difícil, né? Com certeza essa seria a trilha sonora perfeita para o momento. Não precisamos fazer nenhum esforço pra imaginar ela e um grupo de amigos tomando chá Mate e comendo o famoso biscoito Globo durante o ato! Chega a soar engraçado!


#8 LINIKER E OS CARAMELOWS
Sem sombra de dúvidas, AURORA com certeza seria ouvinte assídua de Liniker e os Caramelows! Mesmo com vivências diferentes, ambos escrevem letras por igualdades sociais, direitos LGBTS, e tudo que possa rondar a liberdade!


#7 LUEDJI LUNA

Ambas com uma sensualidade aflorada a flor da pele, Luedji e AURORA conseguem ser íntimas e enraizadas em suas melodias. Só ouvindo pra conseguir entender.


#6 LOS HERMANOS
Quem é mais sentimental que eles? O grupo comandado por Marcelo Camelo certamente seria atraído pelos olhos de AURORA, que, ao longo dos seus 23 anos, já teria pulado muitas vezes ao som de ‘Ana Júlia’ no seu quarto decorado com plantas e quadros hipsters. 


#5 SILVA
Feliz e ponto, tá entendido?
Pra um climinha ambiente, não tem como duvidar que AURORA teria uma playlista INTEIRA do Silva pra limpar sua casa e receber os amigos em um final de semana.


#4 THALLES
Ator e cantor, o Porto-Alegrense que canta músicas com uma pegada folk e letras profundas, Thalles seria um dos queridos do coração de AURORA. Ambos conseguem se encontrar em uma melancolia apreciável e necessária.


#3 PITTY
Não tem como não pensar em AURORA versão BR não cantando ‘Admirável Chip Novo’ e batendo seu ‘baby hair‘ enquanto vai da estação da República até a Oscar Freire com uma saia longa e fones de ouvido verdes: Pitty com certeza estaria na playlist da norueguesa!

#2 JALOO
O cantor que carrega fortes influências de um Pop Indie que se mistura a um eletrônico discreto, inspira e expira natureza. Jaloo consegue uma excentricidade sinônima à de AURORA! Conseguimos ver ambos dançando de um jeito único ao som de ‘Chuva’. E você?


#1 RUBEL

Para uma melancolia que não acaba mais, ‘Quando Bate Aquela Saudade’ seria a canção da AURORA versão BR de um dia chuvoso, com a cabeça apoiada no vidro de um ônibus enquanto passa pela Paulista. Rubel e ela conseguem se encontrar no mais profundo sentimentalismo.


Deixa aqui nos comentários: que artista você acredita que ela fosse gostar? E qual outro você colocaria nessa lista?

Não deixe de seguir o Portal AURORA Brasil nas redes sociais! 
Twitter | InstagramFacebook

‘Infections Of A Different Kind’: Álbum da AURORA completa 1 ano de lançamento! Postado por: Juliano Martins às 15:02

Infections of a Different Kind – Step 1 é o segundo álbum da AURORA,  disponível para streaming e download digital, e em formato físico. Parece que foi ontem, mas o disco foi lançado em 28 de setembro de 2018 pela Decca!

A canção que dá nome ao trabalho conta com mais de um milhão de reproduções só no YouTube! 

Breve histórico

     Tudo começou quando, em 12 de maio de 2016, ao fim da turnê europeia do álbum “All My Demons Greeting Me As A Friend“, AURORA anunciou que estava pronta para começar a escrever e produzir mais material, o que acabou por se tornar seu segundo trabalho de estúdio.

     Aurora passou o ano de 2017 fazendo algumas turnês fora do continente europeu (inclusive, passando pela primeiro vez no nosso país: confira os melhores momentos da cantora no Brasil).

     Já em janeiro de 2018, AURORA ficou reclusa em uma fábrica desativada no interior da França, conseguindo finalizar composições e gravando todas as músicas do seu novo álbum junto com seus produtores: Askjell Solstrand, Roy Kerr e Tim Bran.

     Durante o processo de criação, a norueguesa fez questão de que as canções tivessem uma sonorização de diferentes objetos, como máquina de café, martelo sendo batido na parede, botão de abajur sendo apertados, livros sendo folheados, etc.

Resultado de imagem para aurora aksnes frança estudio

     Entre abril e agosto de 2018, a cantora lançou dois singles, que traziam à cena sua nova identidade visual: “Queendom” e “Forgotten Love” apresentavam uma AURORA dinâmica nunca antes vista.

     Essa seria a primeira vez que a cantora traria temas políticos e sexuais em suas músicas. O videoclipe de “Queendom” (trocadilho a kingdom), por exemplo, incluiu uma mensagem para seus fãs LGBTs, e retratada pela própria Aksnes beijando uma de suas dançarinas, durante o que foi descrito como uma “grande festa de beijos” na intenção de mostrar que “todo tipo de amor é aceito e abraçado” em seu reino.

No entanto, parte do novo material já havia sido apresentado antecipadamente em apresentações ao vivo, incluindo festivais como Lollapalooza Brasil e Coachella.

Ouça o álbum completo no Spotify!

Resultado de imagem para infection of a different kind

Infections Of A Different Kind – Steap 1 foi lançado oficialmente em setembro de 2018, contendo 8 faixas:

1-Queendom
2- Forgotten Love
3- Gentle Earthquakes
4- All Is Soft Inside
5- It Happened Quiet
6- Churchyard
7- Soft Universe
8- 1nfections Of A Different Kind

“Este passo é sobre seguir em frente. Acho que devemos lutar realmente uns pelos outros, mas acho que isso realmente nos impede de ter a capacidade de ver outras pessoas quando estamos com dor. Primeiro você aceita que a vida vem com dor e depois realmente trabalha nela.”
AURORA sobre o disco ao site NME.

Diz pra gente: o que você acha desse álbum? Qual é a sua música favorita? Não deixe de acompanhar Portal AURORA Brasil nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook! 

“Hello Pocs!”: AURORA cede entrevista divertida para a BCharts Postado por: Juliano Martins às 23:46

Após receberem um convite para entrevistar a AURORA há aproximadamente um mês, o grupo BCharts montou um tópico de perguntas para os fãs enviarem a Norueguesa podendo questionar sobre o álbum, colaborações, músicas futuras em português, etc. E, assim o fizeram!

A página reuniu as melhores dúvidas, e enviou a cantora, que, com toda a simpatia do mundo, ainda gravou um vídeo para os fãs que acompanham o site. E acreditem, ela começa com “Hello POCS!”. Surto! Confira:

Confira as perguntas e respostas:

Bcharts: Tem algum artista brasileiro no seu radar? Digo, algum brasileiro te inspira e te faz desejar uma colaboração?

AURORA: Vou tentar encontrar alguém para colaborar. [O português] É um belo idioma, então não me importaria em colaborar em alguma música na própria língua ou escrever algumas partes da música em português.

Bcharts: Quando você era mais nova, quem foi sua maior inspiração? A mensagem lírica de algum artista te incentivou a enfrentar os palcos? 

AURORA: Eu adorava muito música clássica e Enya. Eu também gostava muito de Leonard Cohen e de heavy metal também.

Bcharts: Como você se sente sendo uma das maiores vozes para o público que lida com problemas como ansiedade e depressão?

AURORA: Música realmente salva vidas, e eu me sinto muito honrada em saber que pessoas usam minha música como companheira quando precisam. Eu sinto que o propósito da música é ajudar as pessoas com emoções que achamos difíceis de explicar. Ser humano é difícil. Então me sinto muito feliz que eu possa de alguma forma tornar isso um pouco mais fácil.

Bcharts: Qual seria sua mensagem para novos artistas que estão batalhando pra suas músicas acontecerem?

AURORA: Acredite em si. Faça o que quiser fazer. Siga seu instinto e sua intuição e pronto.

Bcharts: Muitos fãs da Billie Eilish acham que as vozes de vocês combinam. Faria uma parceria com ela?

AURORA: Não acho que aconteça tão em breve não. Atualmente eu estou me sentindo muito intensa e cheia de energia e fúria e emoções, e eu sinto que agora ela está sussurrando suavemente palavras nos nossos ouvidos, enquanto eu estou gritando-as. Eu tenho sussurrado bastante na minha música anteriormente, mas estou indo em direção a um ambiente mais enérgico, e isso é muito divertido!

Bcharts: Qual é a canção que você mais gosta de cantar ao vivo nos seus shows? E por que?

AURORA: Às vezes eu amo cantar “Runaway”, por estar me sentindo sensível e sentindo falta de casa. Eu tenho algumas músicas sobre assassinato e medo, também histórias lúdicas sobre desconhecidos e personagens, e quando estou me sentindo brincalhona músicas como “In Bottles” e “Running With The Wolves” são realmente legais de tocar. Atualmente “The Seed”, o atual single, é a minha favorita, por ser um hino para o planeta, e eu me sinto tão forte e tão conectada cantando ela.

E vale lembrar que AURORA virá ao Brasil EM MAIO para uma série de shows em 5 estados brasileiros! Não tava sabendo?! Corre, porque dá tempo!  


Bcharts: As novelas são, culturalmente falando, um dos maiores passatempos dos brasileiros. Há mais de um ano você foi convidada a colaborar com a produção chamada “Deus Salve o Rei”, onde você regravou a música “Scarborough Fair”, que viria a ser a música tema de abertura da novela. Você pensa em trabalhar mais em trilhas sonoras?

AURORA: Talvez…? Talvez não…?

Bcharts: Você pretende lançar álbuns na língua norueguesa? Assim como a Celine Dion tem sua carreira dividida em Inglês e Francês? Você também disse que na sua nova era “Infections of A Different Kind” teria pelo menos uma música em norueguês, no Step I não tem nenhuma canção na sua língua nativa, essa suposta canção estará no Step II ou acabou deixando de lado?

AURORA: Não deve acontecer nesse step ainda. Eu tenho algumas músicas com pequenos trechos na minha língua nativa. Mas músicas norueguesas não nesse step.

Bcharts: AURORA, o seu último EP me passa uma ideia de revolta silenciosa (ou uma promessa de revolta), em especial “It Happened Quiet”. No mesmo disco você diz “don’t you know that we’re all turning softer inside?” Você se considera uma pessoa otimista com relação ao futuro?

AURORA: Eu sou otimista, porque ter esperança significa que você acredita que as coisas que fazemos para ajudar, efetivamente ajudam. E sem esperança não haveria razão nem para tentarmos, teria? Então eu sou otimista, mas também realista. Porque nós temos que fazer tudo o que fazemos para reverter o comportamento humano que tem sido destrutivo para o planeta Terra. Respeitando os animais e respeitando uns aos outros. Nós temos tempo para aprender, e eu acho que as crias das próximas gerações farão isso de uma forma produtiva.

Bcharts: Qual música de outro artista você gostaria de ter composto/criado?

AURORA: Às vezes eu gostaria de ter escrito “May It Be” da Enya, uma música que aparece na soundtrack de O Senhor dos Anéis. E eu amo “Tomorrow Never Knows” dos Beatles”.

Fada acessível!
Não deixe de seguir o Portal AURORA Brasil nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook!

Clique AQUI para ler a entrevista original.

Está chegando o Lollapalooza Brasil 2019! Postado por: Milena Carvalho às 19:17

Na próxima segunda-feira, dia 25/03, faz um ano que a AURORA encantava no palco do Lollapalooza Brasil (para lembrar clique aqui).

No ano passado, o Lollapalooza anunciou a presença da AURORA de última hora devido ao cancelamento do rapper Tyler, The Creator. Isso nos rendeu um show da nossa mariposa preferida, em um dos maiores festivais do Brasil. A setlist contou com 13 músicas, algumas que só vieram ser lançadas recentemente (Soft Universe, Queendom, Gentle Earthquakes etc) e também The Seed que provavelmente estará na segunda parte do álbum.

A edição desse ano acontece mais tarde, nos dias 5, 6 e 7 de abril. Como headliners, o festival conta com Arctic Monkeys, Sam Smith, Tribalistas, Kings of Leon, Post Malone, Kendrick Lamar e Twenty One Pilots.

Além desses nomes, cantoras com o estilo mais indie como o de AURORA vão se apresentar pela primeira vez no Brasil. Entre elas:

St Vincent, cantora americana, que divulga o premiado Masseduction.

Jorja Smith, cantora britânica, que colaborou com grandes artistas e participou da trilha sonora do filme Pantera Negra.

A edição promete ser ainda maior, com mais de 70 atrações e novidades de parcerias. Além do line up musical, o Festival também conta com grandes opções gastronômicas. E se quiser conferir como foi ano passado, olhe esse vídeo!

Se você ficou com vontade de ir, corre que ainda dá tempo de garantir sua pulseira!

Um ano depois, a mesma produtora do Lollapalooza promove a turnê solo de AURORA pelo Brasil. Primeira parada: 16 de maio em Belo Horizonte! Para relembrar informações e garantir seu ingresso, corre aqui.

Acompanhe o Portal AURORA Brasil nas redes sociais e fique por dentro de novidades da AURORA! Facebook | Twitter | Instagram

 

Conheça Iris, a nova aposta dos empresários de AURORA! Postado por: Juliano Martins às 18:29

IRIS
hanging around you/crackers

“hanging around you/crackers” é o segundo lançamento da Iris, cantora e compositora norueguesa, após o lançamento de sua faixa de estreia “from inside a car” no mês passado. Produzida por Askjell Solstrand (Sigrid, AURORA), Vetle Junker e a própria Iris, essa é outra faixa que demonstra a capacidade dela (iris) de fazer música de equilíbrio requintado que capta perfeitamente toda a intensidade do início da vida adulta. Ela escreveu e produziu a primeira versão em seu quarto, e foi inspirada por “uma amizade complicada” e pela frustração que sentiu ao se envolver em comportamentos autodestrutivos.

“É sobre a frustração que você sente
ao se envolver em comportamentos autodestrutivos.”

Iris| Photoshoot

     “No começo era apenas essa ideia de fazer algo sem limites, e eu inicialmente pensei que a parte sobre ‘comer bolachas na cam’ era uma ideia estúpida e simples, mas também era engraçada e verdadeira” diz ela. “Essa música foi a primeira das minhas músicas em que eu senti que estava fazendo algo divertido e honesto de uma maneira nova”. Depois de produzir a música inteira sozinha, e trabalhar nela em seu quarto comendo bolachas, ela mostrou a Junker que fez com que soasse ainda melhor acrescentando seu incrível som próprio . Mais tarde, ela contatou Askjell e suas mãos mágicas para ver o que ele poderia fazer com isso, e acabou exatamente do jeito que queria, talvez até melhor.

Ambos os lançamentos até agora são do EP de estreia de Iris, também produzido por Solstrand e com lançamento previsto para o final deste ano. Emoções profundas se desenrolam em um cenário eletrônico aconchegante e minimalista. Histórias de amor e conexão competem com um desejo de total solidão. Tudo isso se acumula em uma
escritora idiossincrática que, com apenas 22 anos, tem um autoconhecimento e uma conscientização que vai muito além de sua idade. Ouça abaixo:

Essa abordagem pensativa e introspectiva da criação é executada em toda a produção da iris e é indicativa de um artista com uma perspectiva verdadeiramente única, cuja profundidade e ponto de vista a posicionam firmemente a posiciona como uma das artistas que temos que acompanhar nos próximos meses.

Conheça o trabalho da cantora:

Facebook | Instagram | Twitter | Spotify | iTunes | Tidal

1 2 3 18
Portal Aurora Brasil